Serviços O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

defesa

 

Percursos Autobiográficos e Construção do Conhecimento no Ambiente de Trabalho – Estudo de Caso sobre os Marceneiros e Carpinteiros da UFRJ

 

Valquiria Felix Gonçalves Felix Gonçalves

 

Resumo: A presente dissertação é resultado de projeto de pesquisa desenvolvido no Mestrado Profissional em Tecnologia para o Desenvolvimento Social vinculado à linha de pesquisa Gestão Participativa do Núcleo Interdisciplinar para Desenvolvimento Social – NIDES. Utiliza a pesquisa-ação-participativa com um grupo de trabalhadores da UFRJ que tiveram seus cargos extintos pela da Lei nº 9.632, de 7 de Maio de 1998. Faz parte deste percurso a pesquisa-ação-formação o foco na autobiografia e na construção do conhecimento no ambiente de trabalho. O presente trabalho faz uma análise dos percursos formativos - por meio de vídeos, entrevistas, reuniões com decisões compartilhadas - com um olhar especial para a formação educacional e com o objetivo de estruturar um projeto de estudos construído de forma participativa e dialógica. A base teórica se pauta na pesquisa qualitativa, descrevendo a importância da autobiografia. Também está presente o contexto das origens do Estado Brasileiro, a reforma gerencial do Governo Fernando Henrique Cardoso - com destaque para o Ensino Superior Brasileiro e a Carreira dos Técnicos administrativos em Educação. Um olhar pedagógico com vistas a construir um plano de intervenção educacional com as vozes destes trabalhadores, ancorado em diálogos e reflexões. Um convite para pensarmos a lógica de gestão de uma universidade pública por quem a faz todos os dias por meio do seu trabalho.

 

Data e horário: Dia 21 de Setembro de 2018 as 14 horas.

Local: Centro de Tecnologia, Bloco H, Auditório 322.

 

Banca:

Prof. Dr. Michel Thiollent (Orientador)

Profª Drª  Luciana Lago

Profª Drª Fabio Zamberlan

Prof. Dr. Flávio Chedid

BannerSelecaoMestradoNIDES2019

 

O Edital do PPGTDS foi publicado hoje (30/08/2018) no Boletim da UFRJ (BUFRJ) nº 35 (pp. 56-59):  http://siarq.ufrj.br/images/bufrj/2018/35-2018.pdf

 

Inscrições: de 24 de setembro a 05 de outubro de 2018.

 

Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Cronograma:

CronogramaSelecaoMestradoNIDES2019

 

 

defesa

 

Analisando o Programa Nacional de Incubadoras de Cooperativas Populares no debate sobre as políticas sociais no Brasil

 

Ícaro Moreno de Souza Melo

 

Resumo: Na presente dissertação pretendemos analisar o PRONINC – Programa Nacional de Incubadoras de Cooperativas Populares – a partir dos debates, no geral e no Brasil, sobre as políticas sociais. Para tanto, realizamos um percurso buscando situar os padrões de intervenção estatal no campo social e como eles variariam na história. A contextualização no caso brasileiro é fundamental para reconhecer as características específicas que essas iniciativas do poder público adquiriram aqui. Sendo o programa fruto da organização da proposta política do movimento de economia solidária, se fez necessário também abordar o tema e suas especificidades, bem como a inserção do tema no aparelho estatal brasileiro, para melhor compreensão do objeto estudado. O autor fez parte da equipe que realizou a Avaliação Proninc 2017 o que permitiu uma vivência em seminários e em campo que contribuiu na consecução dessa dissertação. Desse modo, utilizamos as metodologias de sistematização de experiências descrita por Jara Holliday (2012) e também tentamos nos aproximar da proposta de grounded theory desenvolvida por Flick (2004).

 

Data e horário: Dia 31 de agosto de 2018, às 13:30.

Local: Centro de Tecnologia da UFRJ, Bloco H, Auditório da H-322 (em frente a escada) [à confirmar]

 

Banca:

Prof. Dr. Felipe Addor (Orientador) - NIDES/UFRJ

Profª. Drª. Luciana Lago - IPPUR/NIDES/UFRJ

Profª. Drª. Inessa Laura Salomão- CEFET/RJ

Prof. Dr. Valmor Schiochet - FURB/SC

defesa

 

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DEMOCRACIA: Estudo de caso do gabinete digital do estado do RS 

 

Pedro Henrique Kleinpaul Bruno

 

Resumo: O uso de tecnologias digitais pela sociedade civil, para a tomada de decisões em âmbito político, pode contribuir através da criação de espaços de experimentação democrática e que permitam a complementariedade entre a democracia representativa e a participativa. Nesse sentido, o trabalho realiza um estudo de caso descritivo da experiência do Gabinete Digital, levantando possíveis causas relacionadas aos fatores que possibilitaram a implantação do projeto e as causas que resultaram no término. O Gabinete Digital foi uma iniciativa do estado do Rio Grande do Sul, que buscou a ampliação democrática através de um canal de participação digital. O projeto teve início no ano de 2011, durante o governo de Tarso Genro e foi descontinuado em 2014, no governo sucessor. Desde então, o Gabinete Digital ainda é considerado uma das maiores e mais importantes experiências de participação digital no Brasil e no mundo. A criação de novas soluções tecnológicas voltadas a esse propósito, quando superadas as barreiras, é um importante aliado brasileiro, ao contribuir para o fortalecimento democrático através da ampliação do leque de possibilidades de exercer a cidadania.

 

Data e horário: Dia 05 de setembro de 2018, às 14:00.

Local: Centro de Tecnologia da UFRJ, Bloco H, Auditório da H-322 (em frente a escada)

 

Banca:

Prof. Dr. Celso Alexandre Souza de Alvear (Orientador) - NIDES/UFRJ

Prof. Dr. Felipe Addor (Orientador) - NIDES/UFRJ

Prof. Dr. Flávio Chedid Henriques - NIDES/UFRJ

Prof. Dr. Arthur Cézar de Araújo Ituassu Filho - PUC/RJ

Prof. Dr. Alan Freihof Tygel - UFRJ

Prof. Dr. Pedro Braconnot Velloso - POLI/UFRJ (suplente)

 

defesa

 

Uma análise do avanço do projeto democrático participativo no campo da garantia de direitos de crianças e adolescentes: O caso do Fórum Estadual de Direitos da Criança e do Adolescente do Estado do Rio de Janeiro

 

Déborah Thiers de Carvalho

 

Resumo: O Fórum Estadual de Defesa de Direitos de Crianças e Adolescentes do Rio de Janeiro (DCA-RJ) é um dispositivo da democracia participativa do estado do Rio de Janeiro nascido na década de 1990 e uma de suas áreas de atuação é no fortalecimento da participação política de crianças e adolescentes. O Fórum DCA-RJ se consolidou como importante espaço de debate popular, fomentando a participação da sociedade civil no Conselho Estadual de Defesa de Crianças e Adolescentes- CEDCA-RJ. Tanto no espaço do Fórum DCA-RJ como no espaço do CEDCA-RJ, existe a discussão sobre maneiras de incentivar o protagonismo infanto-juvenil, engajando esse público nas discussões e decisões. No entanto, tem-se percebido entraves para efetivar essa participação. Por isso, o presente estudo tem como objetivo geral fazer uma análise sobre a consolidação da democracia participativa através do estudo de caso do Fórum DCA-RJ focalizando na análise da participação infanto-juvenil, identificando os obstáculos e favorecimentos para essa participação. A metodologia utilizada é o estudo de Caso de Robert Yin e a sistematização de Oscar Jara Hollyday. A pesquisa é qualitativa e será realizada por meio de pesquisa de campo com a análise de 12 atas das assembleias extraordinárias entre os anos de 2016 e 2018 e utilização de entrevistas semi-estruturadas aplicadas à cinco participantes do Fórum DCA-RJ previamente selecionados tendo em vista sua trajetória histórica nesse espaço. Foram verificados alguns pontos relevantes por meio dessa pesquisa, referentes à dificuldade de participação de adolescentes e ausência de participação de crianças, tais quais: a linguagem formal e inacessível para a compreensão de adolescentes, a falta de recursos para o transporte e alimentação de adolescentes de cidades distantes, a falta de um método ou funcionamento que permita a participação de crianças, o imaginário de que adolescentes não podem assumir as rédeas pois ainda são incapazes, dentre outros. A contribuição do presente estudo tem a intenção de fomentar o fortalecimento do protagonismo infanto-juvenil.

 

Data e horário: Dia 29 de agosto de 2018, as 14:00.

Local: Centro de Tecnologia da UFRJ, Bloco H, Auditório da H-322 (em frente a escada)

 

Banca:

Felipe Addor, Prof., Dr. NIDES/UFRJ (Orientador- Presidente da Banca)

Ricardo Ferreira de Mello, Prof., Dr. NIDES/ UFRJ

Juliana Maria Batistuta Teixeira Vale, Prof., Drª  CIESPI/PUC-Rio e UFF

Leila Maria Torraca de Brito, Prof., Dr. UERJ/Instituto de Psicologia

            100 anos ufrj                                     logo e sic

UFRJ NIDES - Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social
Desenvolvido por: TIC/UFRJ