Instagram logo 2016.svg       YouTube Logo 2017.svg       f logo RGB Hex Blue 114

Pesquisar

NIDES - Encontre-nos

Endereço

Sala ABC112 - Mezanino, ligação ABC (fundos do Bloco B), sala 112, Centro de Tecnologia, Cidade Universitária, Rio de Janeiro, RJ

Telefone

TEL: +55 21 3938-7453

O UrbeLatam, projeto comunitário de pesquisa internacional, que busca ampliar o entendimento sobre os riscos e vulnerabilidades sociais, promove curso de moeda social e microcrédito com a comunidade do Preventório.

A ideia de uma formação voltada para a comunidade dos coletivos que trabalham no Banco do Preventório surgiu da discussão de como o banco poderia recomeçar a circular a moeda Prevê na comunidade.

 

 

O grupo que vem tocando o microcrédito no banco entendeu que seria necessário aprofundar o tema, pois a maioria da equipe (do microcrédito e do banco) é nova e conhece pouco da história da circulação da moeda Prevê.

Além disso, percebeu-se que o curso online oferecido no final de 2021 não havia sido adequado para os participantes do Preventório.

 

 

O curso, que começou no dia 19/04 e vai até 21/06, é uma iniciativa do projeto URBE LATAM / UFRJ (https://www.google.com/url?q=https://urbe-latam.cos.ufrj.br/&source=gmail&ust=1651955810727000&usg=AOvVaw03-zV1D9VXUI6VYTXQtWKk">https://urbe-latam.cos.ufrj.br/), com apoio do Laboratório de Informática e Sociedade (LabIS/PESC/COPPE/UFRJ - https://www.google.com/url?q=https://is.cos.ufrj.br/labis/&source=gmail&ust=1651955810727000&usg=AOvVaw27wX4nJXW42v6X5EfznuR_">https://is.cos.ufrj.br/labis/) e do Observatório de Bancos Comunitários e Moedas Sociais (OBM), com certificado de curso de Extensão pelo NIDES/UFRJ (https://www.google.com/url?q=https://www.google.com/url?q%3Dhttps%253A%252F%252Fnides.ufrj.br%252F%26sa%3DD%26sntz%3D1%26usg%3DAOvVaw0eYsXMtuLV3s5pNBMa4NcM&source=gmail&ust=1651955810727000&usg=AOvVaw1eQ4X1lLn8PM8S6jyu8ROd">https://nides.ufrj.br/ - ação de extensão Bancos Comunitários e Moedas Sociais: Práticas e Pesquisas).
 

Programação:

19/04 Histórias e cartografias: realidades e sonhos

26/04 Economia popular e solidária

03/05 Microcrédito: o que temos hoje?

10/05 Microcrédito: o que melhorar? quais outras linhas?

17/05 Moedas sociais: bora fazer um artesanato monetário?

24/05 Como fazer (e organizar?) trocas entre coletivos e projetos do banco?

31/05 O Prevê e o E-dinheiro: no papel, no cartão ou no celular é a mesma coisa?

14/06 A moeda Prevê e a Araribóia: uma ajuda a outra?

21/06 Criptomoedas solidárias e E-dinheiro com blockchain: que bichos são esses?

boletim nides banner
 
 

Saiu a edição de Abril do Boletim do NIDES (Acesse aqui).

 

Nesta publicação você pode conferir:

 

1. Aulas presenciais e o quadro de disciplinas do NIDES;

2. Mutirão do Soltec na ABC 112;

3. Diálogos ep #5: Tecnologia Social, inclusão e socialização do conhecimento científico, com Denise Gutierrez;

4. PVP com inscrições abertas para as turmas de Acarí e Fundão;

5. IX JURA;

6. Curso de extensão: Curso solidário de moeda social e microcrédito do Urbelatam;

7. LIpE e a criação de conteúdo com acessibilidade;

8. 11 anos do MudaMaré;

9. Live do MudaMaré: DiversificAção;

10. Vídeo sobre a trajetória e desafios do Lits Macaé.

boletim nides banner
 
 
Saiu a nova edição do Boletim do NIDES, um jornal mensal, para a circulação interna de informações, novidades e atualizações sobre as ações do Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social!
 
 
Nesta edição você vai conferir:
 
1. O Desafio Solar Brasil - DSB/ Etapa Niterói 2022 acontece do dia 16 ao dia 22 de março.
2. Projeto Campo Cidade - CACI e a articulação do Núcleo de Consumidores do Armazém do Campo.
3. UrbeLatam: Seminário de Emergências Públicas Comunitárias e suas Tecnologias Cidadãs acontecerá nos dias 21 e 22 de março - inscrições abertas via formulário.
4. SIAC 2022 (14 a 18 de fev) - Confira a lista de apresentações do NIDES.
5. DiáLogosepisódio #3 (07/03 às 18h) - Belém-Amazônia: Trópicos Utópicos. Sidão e Cunca promovem um bate papo com o prefeito de Belém do Pará, Edmilson Rodrigues, um dos parceiros da décima edição do Fórum Social Pan-Amazônico.
6. Seleção de aprovades para a turma 2022 do PPGTDS
7. Projeto Composta CT (Riper/Soltec) em fase de institucionalização.
 
Edições anteriores:
 
boletim nides banner
 
 

Saiu a edição de março do Boletim do NIDES! (Acesse aqui)

 

Nesta publicação você pode conferir:

 

1. Curta-metragem do GEM em parceria com o ProUrbe ganha prêmio em festival australiano de cinema;

2. Lançamento da Trilogia Tecnologia Social e Reforma Agrária Popular no AdC, dia 08/04;

3. Núcleo de Consumidores do Projeto Campo-Cidade ocupa a feira General Glicério, em Laranjeiras e a praça Nelson Mandela, em Botafogo;

4. Diálogos com Cunca e Sidão recebem Pablo Romero, ativista e diplomata boliviano, facilitador da Assembleia mundial pela Amazônia, no dia 07/04;

5. Chamada aberta para educadores no Pré-Vestibular Popular, com inscrições até o dia 03/04;

6. Semana de planejamentos estratégicos no NIDES;

7. Novos rumos para a assessoria aos coletivos de produção e comercialização de assentamentos da reforma agrária;

8. Urbelatam e suas ações;

9. A etapa de Niterói do DSB 2022.

 
 
 
Dando início a uma série de entrevistas com os Mestres do Programa de Pós - Graduação de Tecnologia para o Desenvolvimento Social (PPGTDS), conversamos com a Laise, estudante que defendeu a sua dissertação em 2019, sobre a cultura da cervejaria artesanal e políticas públicas. 
 
Laise Buranelli Soarestem MBA em Gerenciamento de Projetos (UCSal), cursou Relações Públicas (UNEB), é Técnica em Edificações (FISS), se tornou Mestre em Tecnologia para o Desenvolvimento Social pelo NIDES/UFRJ em 2019 e hoje atua como assessora de comunicação para uma cervejaria artesanal de Salvador-BA, sua terra natal.
 
 
A escolha do PPGTDS como programa de Mestrado...
 
Como conta Laise, foi procurando por um mestrado que pudesse abarcar  a área de Políticas Públicas, para além do campo sociológico, que encontrou na proposta do PPGTDS, linhas de pesquisa e grade curricular que poderiam oferecer conhecimento e vivência em tecnologia social para além da teoria.
 
Através desta oportunidade, Laise acreditava  também que um mestrado profissional e interdisciplinar estaria mais condizente com a proposta de solução social que  gostaria de apresentar, assim como a carreira que pretendia seguir.
 
O tema central da pesquisa escolhida, então, foi Desenvolvimento Sustentável. Para tanto, Laise utilizou como base outro grande tema:  Políticas Públicas.
 
Explicando de forma breve o seu trabalho, Laise destaca: "tendo me envolvido com os estudos e o empreendimento de cultivo de lúpulo na Região Serrana Fluminense, além da rede de cervejarias artesanais no Estado do Rio de Janeiro, nos anos de 2017 e 2018, adotei este ramo de atividade como objeto de estudo, o que me levou à dissertação de título APOIO À CULTURA CERVEJEIRA ARTESANAL: PERSPECTIVAS DE UM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ATRAVÉS DE POLÍTICAS PÚBLICAS LOCAIS, cujos resultados são: uma revisão bibliográfica que percorre desde a história da cerveja no Brasil e no mundo até a formulação e promulgação das mais recentes leis de incentivo à cultura de cerveja artesanal, mapeamento dessa legislação no Brasil, levantamento de pesquisas científicas já concluídas, de estudos do mercado cervejeiro e produtos similares, depoimentos de especialistas e a sistematização de vivências participativas, além de entrevistas com os diversos públicos envolvidos.
 
Como produto final e sistematizado, Laise produziu uma Cartilha Consultiva contendo premissas para a construção ou adequação das Políticas Públicas, a fim de que gerem normas de gestão social correspondentes às expectativas, necessidades e capacidades dos diversos beneficiários, além da possibilidade de evoluir conjuntamente com o mercado."
 
E para finalizar essa entrevista, Laise também conta acreditar que a sua dissertação conseguiu, sim, trazer contribuições para o desenvolvimento social. Isso porque,além de trazer discussões sobre temas amplos, complexos e atuais como o Desenvolvimento Sustentável e as Políticas Públicas, os estudos feitos em campo podem contribuir para o fomento do recente negócio das cervejas artesanais brasileiras. A Cartilha Consultiva, como o nome já diz, seria mais uma fonte, mas apresenta-se, antes de tudo, como instrumento provocador. Ela traz resultados das pesquisas feitas que puderam ser entregues aos públicos envolvidos das cidades de Teresópolis e Nova Friburgo (RJ) e até Salvador - BA (nos anos de 2019 e 2020, o que oportunizou a muitos de seus leitores repensar suas estratégias de sobrevivência contando, inclusive, com as sequelas econômicas da pandemia de Covid-19). Seu produto é portanto, não somente instrutivo, mas permite que seus tópicos possam ser adaptados para diversas realidades, tornando-se mais uma fonte de dados quantitativos e qualitativos para os debates participativos, tão necessários, entre governo, iniciativa privada, instituições de ensino e pesquisa, associações representativas e sociedade.
 
 

Sub-categorias

            100 anos ufrj                                     logo e sic

O conteúdo do site é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0) da Creative Commons.

UFRJ NIDES - Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social
Desenvolvido por: TIC/UFRJ