Serviços O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

soltec

Encontre-nos

Endereço
Sala ABC112, ligação ABC (fundos do Bloco B), sala 112 (perto do Itaú), Centro de Tecnologia, Cidade Universitária
Rio de Janeiro, RJ

Telefone: +55 (21) 3938-7780

FlyerSelecaoCestas

Chamada pública do Projeto de Extensão TIC-DeMoS

 

 

 

O resultado da chamada pública se encontra em http://www.cestaagroecologica.com.br

FlyerSelecaoCestasChamada pública do Projeto de Extensão TIC-DeMoS

 

Estão abertas, até o dia 29 de novembro de 2020, as inscrições para assessoria na confecção de sites para vendas de cestas agroecológicas, pelo Projeto Tecnologias da Informação e Comunicação, Democracia e Movimentos Sociais (TIC-DeMoS) do SOLTEC/NIDES/UFRJ.

 

A proposta dessa chamada pública é promover a inclusão de projetos ou iniciativas de venda de produtos agroecológicos no comércio eletrônico (encomendas pela internet).

 

Podem participar iniciativas, projetos, ações, práticas, cooperativas, redes e coletivos que tenham um processo de comercialização de produtos agroecológicos estruturado.


 
Mais informações em http://www.cestaagroecologica.com.br

Ciclo16 1O Ciclo de Palestras Virtuais do Soltec trará para a nossa próxima mesa virtual, no dia 13 de julho, o tema Desenvolvimento, Colonialidade e Ecologismo dos Pobres. Como convidadas: Tainá de Paula, arquiteta e urbanista, ativista das lutas urbanas, Vice-Presidenta de Relações Institucionais do IAB-RJ; Tatiana Nascimento, cantora, compositora, escritora, tradutora, publica livros artesanais de autoras negras y/ou LBTQIs pela Padê Editorial e Pâmela Carvalho, coordenadora na Redes de Desenvolvimento da Maré, pesquisadora ativista das relações raciais e de gênero e dos direitos de populações de favelas e fundadora do Quilombo Etu.

 

O encontro será mediado por Carlos Alexandre R. Pereira, professor do NIDES, e visa promover o debate sobre possibilidades de desenvolvimento frente as relações de colonialidade que persistem em gerar desigualdades sociais e problemas ambientais em países subdesenvolvidos. Realidade essa, que é abordada pela corrente do Ecologismo dos Pobres, que se fortaleceu na busca de alternativas viáveis de desenvolvimento social, na defesa da educação ambiental crítica e da justiça social e ambiental.

 

Serão abordadas as bases estruturais e históricas do racismo e de como ele atuou/atua para viabilizar o desenvolvimento econômico, bem como a utilização de tecnologias na promoção do desenvolvimento social.

 

Segunda-feira, às 15h, no canal do Soltec no Youtube (youtube.com/soltecufrj).

 

Ciclo16 2 Ciclo16 3
Ciclo16 4 Ciclo16 5

CapaRelatorioCaci2020

O projeto de extensão Campo-Cidade do Soltec lança em parceria com o projeto Assessoria técnica aos coletivos de produção da agricultura familiar do Departamento de Engenharia de Produção da UNIRIO o relatório de pesquisa “Experiências de Comercialização de Cestas da Agricultura Familiar no Rio de Janeiro” desenvolvida entre outubro de 2019 à julho de 2020. Clique aqui ou na imagem ao lado para baixar.

 

A pesquisa traz breves contribuições e reflexões sobre o cenário de organização da comercialização, em formato de cestas, de alimentos orgânicos e agroecológicos oriundos da agricultura familiar na cidade do RJ.

 

O relatório foi construído com base no mapeamento e análise das experiências concretas em diálogo com bibliografias existentes da área.

 

 

 

Ciclo15 1A engenharia popular (EP) é uma prática da engenharia (ou de produção sociotécnica em geral) que emerge no Brasil na primeira década dos anos 2000, conjugando três elementos centrais: a economia solidária (e seu ideário solidário e autogestionário); a tecnologia social (e seu horizonte de projeto sociotécnico emancipador e fundado sobre o cuidado e o diálogo de saberes); e a extensão universitária (por meio da qual a maior parte das iniciativas de EP tem sido desenvolvida desde então).

 

Contudo, a EP pode ser dita e praticada de diferentes modos. E é por isso que, convidamos três representantes de núcleos consolidados da EP para o debate: Cinthia Varella, doutoranda em Engenharia de Produção e parte do Núcleo Alter-nativas de Produção da UFMG; Sandra Rufino, professora da UFRN e fundadora do Pegadas (UFRN); e Amanda Azevedo, engenheira civil, mestranda do PPGTDS (NIDES/UFRJ) e parte do Núcleo de Solidariedade Técnica (SOLTEC/UFRJ). O debate será mediado por Cristiano Cordeiro Cruz, pesquisador de pós-doutorado no LabCTS (ITA).

 

O debate será dividido em duas partes. Nesta primeira, os grupos falarão de suas origens, seus processos de institucionalização e o horizonte ou ideal de intervenção que têm. Na segunda, ainda com data a confirmar, partilharão suas metodologias de intervenção, ilustrando-as com exemplos de aplicação concreta delas.

 

O primeiro encontro será no dia 06 de julho (segunda-feira), às​ ​15:00​ horas, com transmissão ao vivo pelo Canal do Solltec no YouTube (​http://www.youtube.com/soltecufrj)

 

 

Ciclo15 2 Ciclo15 3
Ciclo15 4 Ciclo15 5

 

            100 anos ufrj                                     logo e sic

O conteúdo do site é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0) da Creative Commons.

UFRJ NIDES - Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social
Desenvolvido por: TIC/UFRJ