Apresentação

O programa PAPESCA nasce em 2004 a partir do envolvimento de professores e pesquisadores com demandas sociais, apresentadas por pescadores artesanais do município de Macaé/RJ, de transformação da realidade em que vivem. Historicamente negligenciados pelo poder público ou sujeitos a políticas públicas insuficientes para lidar com suas mazelas sociais e ambientais, os pescadores artesanais e sua cosmovisão são partes integrantes das reflexões e ações desenvolvidas pelo Programa.

 

Objetivos

1) Contribuir para a sustentabilidade das cadeias produtivas da pesca artesanal e aquicultura familiar nos territórios de atuação.

2) Contribuir para a gestão compartilhada dos bens comuns presentes nas cadeias produtivas da pesca artesanal e da aquicultura familiar.

3) Fomentar a formação de capacidades sociotécnicas para desenvolvimento social e solidário, no meio acadêmico e na sociedade.

4) Produzir e aperfeiçoar o referencial teórico-metodológico com ênfase em abordagens participativas e de intervenção social.

5) Desenvolver projetos com características que favoreçam a abordagem tríplice de ensino-pesquisa-extensão.

6) Promover a biodiversidade e a sociodiversidade como garantia da continuidade dos sistemas socioecológicos, envolvendo especialmente as comunidades de pescadores tradicionais.

7) Elaborar dialogicamente projetos de desenvolvimento local através da mobilização comunitária em territórios de populações tradicionais, com foco na economia social e solidária.

 

Metodologia

Como estratégia metodológica o PAPESCA navega através de métodos das pesquisas sociais, primando sempre pela dialogicidade e participação. Deste modo, busca-se que a pesquisa não se restrinja apenas a investigação do conhecimento ou que a educação seja depositária de valores que pressuponham a superioridade de um tipo de saber sobre outro. Pelo contrário, o PAPESCA busca, através da cooperação de saberes, identificar problemas e possíveis soluções que impactam a condição de vida dos pescadores artesanais, valorizando as potencialidades culturais, econômicas e sustentáveis de cada território. Deste modo a Pesquisa-Ação é priorizada como método de pesquisa e intervenção social sendo subsidiada por outros métodos científicos.

 

Integração ensino-pesquisa-extensão

O Programa PAPESCA acredita que para a Universidade pública brasileira cumprir sua função social é necessário que a mesma saia dos seus muros e busque a inserção na sociedade através da troca de experiências, resultantes da ação educadora e integradora da Universidade com a sociedade. Espera-se, portanto, a promoção da extensão que articule ensino e pesquisa num processo educativo de forma indissociável.

As disciplinas ministradas pelo PAPESCA ou em parceria com o programa sempre pressupõem a realização de trabalhos de campo em projetos de extensão da UFRJ. O conhecimento desses projetos e a realidade social são trazidos para dentro da sala de aula pela própria comunidade. Além disso, o PAPESCA tem sido pioneira na implantação de disciplinas de extensão, dentre as quais podemos citar as seguintes:

1) Gestão de Projetos Solidários (GPS). Na disciplina são realizados estudos de caso sobre projetos de extensão da UFRJ, ou situações problema apresentados por comunidades. Oferecida pela Poli/UFRJ, código EEWX02. Mais informações em: http://gestaodeprojetossolidarios.blogspot.com.br/

2) Projetos de Extensão em Engenharia - PAPESCA. Nesta disciplina estuda-se as bases teóricas e reflete-se sobre as atividades dos projetos desenvolvidos no programa PAPESCA, articulando teoria e prática. Oferecida pela Poli/UFRJ, código EEWX02.

3) Gestão Compartilhada de Recursos Naturais. Oferecida no mestrado do NIDES, código NID707. Mais informações: http://nides.ufrj.br/images/Documentos/PROPOSTAEMENTAGESTAOCOMPARTILHADARECURSOSNATURAISSL11_07.pdf

 

Mais informações no nosso blog: http://papescalitoralfluminense.blogspot.com.br/

 

            100 anos ufrj                                     logo e sic

UFRJ NIDES - Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social
Desenvolvido por: TIC/UFRJ