Apresentação

Comunicação Comunitária é um projeto que, desde 2011, integra o SOLTEC/UFRJ. A atuação do Núcleo nessa área se dá a partir de 2009, através do projeto Tecnologias da Informação para Fins Sociais (TIFS) que, entre outras ações, contribuiu para a criação do Portal Comunitário da Cidade de Deus (http://www.cidadededeus.org.br:8080/) Reconhecendo a indissociabilidade da pesquisa e da extensão, o projeto prevê ações na área de comunicação comunitária e tem como objetivos contribuir para a democratização da comunicação, apoiar e incentivar a produção de mídias comunitárias e atuar na formação de novos comunicadores populares. Ao longo de sua história, o projeto atuou na Cidade de Deus e nos conjuntos de favelas do Alemão e da Maré, realizando cursos de extensão e  trabalho de assessoria ao jornal “A notícia por quem vive”, entre os anos de 2010 e 2016. Em 2009, realizou na Cidade de Deus o curso oficialmente chamado “Análise crítica dos meios de comunicação”, que deu origem ao jornal citado, e, em 2016, os cursos “Favela Fala”, na Maré, a partir do Programa Institucional de Bolsas para Cursos de Extensão - PIBCE 2016.

asvi
Lançamento de uma das edições do jornal A notícia por quem vive, na Cidade de Deus

 

Breve histórico do projeto

O Soltec/UFRJ começa a realizar ações na área da Comunicação Comunitária em 2009, a partir da atuação de um grupo de estudantes de comunicação no projeto Tecnologias da Informação para Fins Sociais (TIFS). O Portal Comunitário da Cidade de Deus surge a partir desta experiência e, em 2010, motiva a organização de um curso de extensão em comunicação comunitária pelo Soltec. “Análise crítica dos meios de comunicação”, mais conhecido como "A notícia por quem vive", acabou dando origem a um jornal comunitário de mesmo nome, cuja primeira edição foi produzida como exercício de finalização do curso, em outubro de 2010. Desde então, o jornal A notícia por quem vive segue sendo produzido por moradores da Cidade de Deus que tiveram interesse em dar continuidade à iniciativa.

regimento
Reunião de aprovação do regimento interno do jornal A notícia por quem vive, na Cidade de Deus


A partir da demanda desses moradores, surge em 2011 o projeto de extensão “Comunicação Comunitária e novas tecnologias”, financiado pelo Ministério da Educação (MEC) através de edital voltado à extensão universitária (ProExt). Com fim em 2016, o projeto previa em seu período de realização atividades em campo como a participação nas reuniões, revisão de textos, eventual diagramação do jornal e demais suportes técnicos demandados pelo grupo, além da realização de ações de captação de recursos para viabilização da publicação.


turma2009

Aula do curso Análise Crítica dos Meios de Comunicação, realizado em 2010 na Cidade de Deus


Ainda em 2011, foi realizado também um curso de comunicação comunitária no conjunto de favelas do Alemão. A partir desse ano a equipe do Soltec manteve grupos de estudos sobre a temática, produziu e apresentou trabalhos sobre o projeto em diversos congressos da área.

Em 2016, a partir de um projeto aprovado no edital PIBCE-UFRJ, a equipe realizou dois cursos de extensão no conjunto de favelas da Maré. O primeiro, realizado entre os meses de junho e julho, abordou temas técnicos da comunicação como textos, fotografia e produção audiovisual. Discussões políticas também foram realizadas - como, por exemplo, sobre comunicação comunitária, representação midiática de mulheres, negros e homossexuais, midiativismo, entre outros. Considerando a demanda local, organizamos no segundo semestre de 2016 um curso de audiovisual na mesma favela, que acontece entre setembro de 2016 e janeiro de 2017.


turma2016
Turma do curso Favela Fala, realizado em 2016, na Maré.


Fundamentação teórica

O projeto Comunicação Comunitária vem ao longo de sua história dialogando com as elaborações teóricas de autores como Lícia do Prado Valladares (2005), Luiz Antônio Machado (2008), Patrícia Birman (2008), entre outros, a fim de pensar a favela tanto histórica quanto contemporaneamente, já que este tem sido nosso principal espaço de atuação, a partir dos trabalhos desenvolvidos na Cidade de Deus, complexo do Alemão e Maré. O aporte teórico de Cicília Peruzzo (2002), Coutinho (2008), Malerba (2008) e Raquel Paiva (2003) também tem sido importante para a reflexão sobre o monopólio dos meios de comunicação e a luta pela sua democratização, da qual a comunicação comunitária faz parte. 

cdd 

Encontro dos membros do jornal A notícia por quem vive em 2015, na Cidade de Deus


O projeto tem como uma de suas diretrizes principais a metodologia participativa (THIOLLENT, 1986) e segue como princípios norteadores a educação popular, a  pesquisa-ação e a autogestão. A partir de uma perspectiva interdisciplinar, Comunicação Comunitária  estabelece ainda conexão com as áreas da antropologia e sociologia urbana. A etnografia, a observação participante e o trabalho de campo, por exemplo,  têm inspirado muitas de nossas posturas e reflexões de cunho tanto teórico quanto metodológico.

Referências bibliográficas:

BIRMAN, Patrícia. Favela é comunidade? In: Luiz Antonio Machado da Silva. (org.) Vida sob cerco: violência e rotina nas favelas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, FAPERJ/Nova Fronteira, 2008

COUTINHO, Eduardo Granja.  A comunicação do Oprimido: Malandragem, Marginalidade e Contra-hegemonia. In: PAIVA, Raquel; SANTOS, Cristiano Henrique Ribeiro. Comunidade e Contra-hegemonia. Rio de Janeiro: MAUAD, 2008.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antônio. (Org.) Vida sob cerco: violência e rotina nas favelas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, FAPERJ/Nova Fronteira, 2008

MALERBA, João Paulo. A Comunicação Comunitária no Limite. In: Comunidade e contra-hegemonia. PAIVA, Raquel; SANTOS, Cristiano Henrique Ribeiro (org.). Rio de Janeiro: Mauad X: FAPERJ, 2008.

PAIVA, Raquel. O espírito comum: comunidade, mídia e globalismo. Rio de Janeiro, Ed. Mauad, 2003.

PERUZZO, Cicilia Maria Krohling. Comunicação Comunitária e Educação para a Cidadania. In: PCLA, Vol 4, número 1: outubro, novembro, dezembro 2002.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1986.

VALLADARES, Licia do Prado. A invenção da favela: do mito de origem a favela .com. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2005.

Agenda 2016

cartaz favela fala
Um dos materiais de divulgação do curso Favela Fala



- Maio: Preparação e planejamento do curso de comunicação comunitária “Favela Fala”

- Junho e Julho/2016: Realização do primeiro curso de Comunicação Comunitária, no Centro de Cultura Popular Ypiranga de Pastinha, Morro do Timbau - Maré.

- 16 de junho/2016: Visita guiada ao Museu da Maré e início das aulas do primeiro curso.

- 24 de julho/2016: Aula guiada pelo professor Hélio Alencar no Centro Histórico do Rio de Janeiro.

turma creditosRuberliAngelo

Aula do curso Favela Fala, no Centro Cultural Ypiranga de Pastinha (Maré), em 2016.

 

- 28 de julho/2016: Exibição exclusiva do filme “Menino 23”, no Museu da Maré.

- 04 de agosto/2016: Mostra final dos trabalhos e encerramento do primeiro curso.
 
- 24 de setembro- início do segundo curso de Comunicação Comunitária - Especialização em Audiovisual, no Centro de Cultura Popular Ypiranga de Pastinha, Morro do Timbau - Maré.

- 19 de novembro/2016: Tarde Cultural no Centro de Cultura Popular Ypiranga de Pastinha, Morro do Timbau - Maré.

- Dezembro/2016- Fim do segundo curso


Publicações:

Capítulos de livros publicados

GONÇALVES, M.A.. Portal Comunitário da Cidade de Deus: gestão coletiva, comunicação comunitária e tecnologia social. In: RUFINO, Sandra. NOGUEIRA, Thiago. Circuito de experiências: tecnologias, metodologias e avanços na extensão universitária para o desenvolvimento social. Ouro Preto, MG: UFOP, 2013. Volume 2.

GONÇALVES, M. A. ; PEREIRA, Camille Costa Perissé; MELO, R. S. ; REIS, I. . Teoria e prática na comunicação comunitária: interseções no caso do Jornal A Notícia por quem vive. In: Felipe Addor. (Org.). Extensão e Políticas Públicas: O Agir Integrado para o Desenvolvimento Social. 1ed.Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2015, v. 1, p. 329-345.

GONÇALVES, M. A. Comunicação como resistência: representação de favelas e comunicação comunitária no Rio de Janeiro. In: Tecnologia, participação e território. ADDOR, F.; HENRIQUES, F. C. (org.). Editora UFRJ/Faperj. Rio de Janeiro: 2015.

Monografias e dissertações

GONÇALVES, M. A.. Outra Comunicação: o caso do Portal Comunitário da Cidade de Deus. Rio de Janeiro: ECO/UFRJ, 2010. Monografia (Jornalismo)

PEREIRA, Camille Costa Perissé. Os usos sociais da comunicação: jornal “A notícia por quem vive”. Monografia (Graduação em Comunicação Social/ Jornalismo) – Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Escola de Comunicação – ECO. Rio de Janeiro, 2013
 
PEREIRA, Camille Costa Perissé. Comunicação que sobrevive: a busca de nutrientes para uma mídia autogerida por moradores da Cidade de Deus. Rio de Janeiro: UFF, 2015. Dissertação-  Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano. Orientadora: Patrícia Gonçalves Saldanha
 
Trabalhos completos publicados em anais de congressos

GONÇALVES, M. A. ; ALVEAR, C. A. S. . Portal Comunitário da Cidade de Deus: desenvolvimento participativo e gestão coletiva para uma comunicação comunitária. In: Congresso Iberoamericano de Extensão Universitária, 2011, Santa Fé  (Argentina). Congresso Iberoamericano de Extensão Universitária, 2011.

GONÇALVES, Marília; MELO, R. S.; NASCIMENTO, E. A. F. A comunicação no Núcleo de Solidariedade técnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro e a metodologia participativa. In: XI Congresso Iberoamericano de Extension Universitaria, 2011, Santa Fé, Argentina. XI Congresso Iberoamericano de Extension Universitaria, 2011.

GONÇALVES, M. A.; WINDSOR, R.; AQUINO, Elis.; MELO, R.; HELENE, Diana. O Portal Comunitário da Cidade de Deus: Extensão, Metodologia e Comunicação Comunitária atuando na ampliação da cidadania. In: Encontro Nacional de Engenharia e Desenvolvimento Social, 2011, Ouro Preto, MG. 8°ENEDS- Encontro Nacional de Engenharia e Desenvolvimento Social, 2011.

GONÇALVES, M. A.. Propriedade coletiva na comunicação comunitária: Portal Comunitário da Cidade de Deus. Intercom Sudeste 2011, São Paulo.

GONÇALVES, M. A.; AQUINO, E.; MELO, R.; PEREIRA, Camille Costa Perissé; NUNES, A. A.. Jornal A notícia por quem vive: uma experiência comunitária, de pesquisa e extensão entre UFRJ e Cidade de Deus. 8a Bienal da UNE. 2012.

GONÇALVES, M. A.; AQUINO, E.; MELO, R.; PEREIRA, Camille Costa Perissé. Comunitárias ou piratas? O Caso da Rádio Santa Marta. In: V CONGRESSO DE ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO, 2012, Niterói. Anais. Rio de Janeiro: Coneco, 2012. CD-ROM

GONÇALVES, Marília; PEREIRA, Camille Costa Perissé; NUNES, Amanda Azevedo. Participação: primeiras reflexões sobre a experiência de um jornal comunitário na Cidade de Deus. In: Anais IV Seminário de Pesquisas em Mídia e Cotidiano: Discursos midiáticos e práticas sociais. UFF, 2012

GONÇALVES, Marília; PEREIRA, Camille Costa Perissé; MELO, R. S.. A notícia por quem vive: o que fala um jornal comunitário na Cidade de Deus. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra) In:  IX Conferência Brasileira de Mídia Cidadã e IV Conferência Sul-americana de Mídia Cidadã, Curitiba, Paraná, 2013

PEREIRA, Camille Costa Perissé; GONÇALVES, Marília; MELO, R. S. ; REIS, I. . Formas de financiamento na Comunicação Comunitária: um olhar sobre a experiência do jornal A Notícia Por Quem Vive. In: III Simpósio de Comunicação Popular e Comunitária, 2014, Londrina. Revista Núcleo de Pesquisa em Comunicação Popular (NCP), 2014.

MELO, R. S.. Ser favelado: A manipulação do estigma por um grupo de moradores da Cidade de Deus. In: XVI Jornada do Programa de Pós-graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2015

Prêmios

Artigo premiado com o Prêmio FUJB:

GONÇALVES, M. A. ; DANTAS, T. ; DANTAS, M. ; LIANZA, Sidney. Comunicação Comunitária: o caso Cidade de Deus. In: 6o Congresso de Extensão da UFRJ, 2009, Rio de janeiro. 6o Congresso de Extensão da UFRJ: Anais 2009. Rio de janeiro: Imprinta Express Editora, 2009.

Trabalho premiado com Menção Honrosa:

AQUINO, E.; MELO, R.; ALVEAR, C. A. S. A comunicação como ferramenta para a democratização. In: 8º Congresso de Extensão da UFRJ, Rio de Janeiro, 2011.

PEREIRA, C. C. P; DIAS, C. LIMA, R. MELO, R.S. A notícia por quem vive: a extensão universitária junto a um jornal na cidade de deus. In: 12º Congresso de Extensão da UFRJ, Rio de Janeiro, 2015.

NOGUEIRA, M.  MATHIAS, N. MUNIZ, A. OLIVEIRA, T. GONÇALVES, M. A; MELO, R.S. Destoando de Coros Uníssonos: A extensão como ampliadora de outras vozes. In: 13ºCongresso de Extensão da UFRJ, Rio de Janeiro, 2016.


Equipe

RenataMelo     

Renata da Silva Melo

Jornalista formada pela Escola de Comunicação da UFRJ e mestranda no Programa de Pós-graduação em Sociologia e Antropologia PPGSA- UFRJ. Participa do projeto Comunicação Comunitária desde 2011, tendo sido coordenadora da ação nos anos de 2015 e 2016.

Link para Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4359439D9

     
MariliaGoncalves  

Marília Gonçalves

Jornalista (ECO/UFRJ), especialista em Sociologia Urbana (UERJ) e mestranda em Ciências Sociais (PPCIS/UERJ, 2015-2017). Participou das ações de comunicação do Portal Comunitário da Cidade de Deus entre 2009 e 2010 e, em 2011, fundou o projeto Comunicação Comunitária no Soltec. Foi coordenadora deste projeto entre 2011 e 2014 e em 2016.

 
     
MarianaNogueira  

Mariana Nogueira

Graduanda em Publicidade e Propaganda. Participou da estruturação do curso de Comunicação Comunitária Favela Fala, na Maré.

     
generic headshot female1    

Natacha Mathias

Graduanda em Produção Editorial (ECO/UFRJ). Bolsista do projeto de Comunicação Comunitária desde 2015.

     
ThaisBatistaDeOliveira    

Thaís Batista de Oliveira

Graduanda em Jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ. Atuou como bolsista do projeto de Comunicação Comunitária, que resultou num curso realizado na Maré em 2016.

     
CamillePerisse    

Camille Pereira

Jornalista formada na UFRJ e mestre em Mídia e Cotidiano pela UFF. Fez pesquisa e extensão junto ao grupo do jornal comunitário A Notícia Por Quem Vive, na Cidade de Deus, durante quatro anos (2012-2016), participava das reuniões do jornal com sugestões de pauta, revisava matérias e colaborava com a diagramação. Foi coordenadora de 2014 até o fim do projeto, produzindo com a equipe de bolsistas artigos e apresentando trabalhos em diversos congressos.

     
ClaraSthel  

Clara Sthel

Estudante de escolas públicas desde sempre, hoje, estuda Comunicação Social na ECO/UFRJ. Suburbana, feminista, fotógrafa amadora, futura jornalista, talvez. Correndo atrás das suas utopias sempre. Atuou no projeto entre 2014 e 2015.

 
     
IsisReis    

Isis Reis

Formada em Comunicação Social - Publicidade pela Escola de Comunicação da UFRJ, atuou no projeto Comunicação Comunitária em 2014. Atualmente, gerencia a comunicação da Escola de Dados Brasil e é assistente editorial do projeto Gênero e Número.

     
ElisDeAquino  

Elis de Aquino

Graduada em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e em Sociologia pela Université Paris Diderot. Mestranda em Sociologia na École des Hautes Études en Sciences Sociales. Participou do projeto Comunicação Comunitária entre os anos de 2011 e 2012.

Link para Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0430539112854814

     
CelsoAlvear    

Celso Alexandre Souza de Alvear

Formado em Engenharia Eletrônica e de Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005). Mestre (2008) e Doutor (2014) em Engenharia de Produção pelo Programa de Engenharia de Produção (PEP) da COPPE/UFRJ (2008). É coordenador do projeto Tecnologias da Informação para Fins Sociais (TIFS), contribuindo para a criação do Portal Comunitário da Cidade de Deus. É Analista de Tecnologia da Informação da UFRJ e, atualmente, está como Coordenador de Extensão do NIDES/CT/UFRJ.

            100 anos ufrj                                     logo e sic

UFRJ NIDES - Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social
Desenvolvido por: TIC/UFRJ